» » Unidade Sentinela é referência para atendimento de sintomas gripais

Unidade Sentinela é referência para atendimento de sintomas gripais

Ciente de que mais cedo ou mais tarde a pandemia chegaria, o município de Chiapetta antecipadamente, adotou medidas para a área da saúde, linha de frente ao combate do novo Coronavírus. Em funcionamento desde o último dia 1º de junho, a Unidade Sentinela é um dos exemplos de investimentos para enfrentar o mal invisível.

Seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, a estrutura instalada separada da Unidade Básica de Saúde vem sendo referência para pacientes com síndrome gripais e tem como objetivo evitar a contaminação e disseminação do vírus dentro da UBS. “Hoje todo o paciente com síndrome gripal é considerado suspeito de Covid-19, já que Febre, coriza, garganta doendo ou tosse são sintomas de gripe comum e também do Novo Coronavírus. Por isso, precisávamos oferecer um espaço adequado para este atendimento, além de proteger os demais usuários que buscam a Unidade de Saúde para outros casos”, destaca o secretário de saúde Lisandro Pires.

O ambiente exclusivo segue todos os protocolos, possibilita triagem, consulta e, se for preciso, coleta de exames de maneira rápida à população, reduzindo a possibilidade de disseminação de vírus gripais. Um dia após entrar em funcionamento, foi confirmado o primeiro caso positivo de COVID-19 no município, a partir de exame coletado na própria Unidade Sentinela. De lá pra cá, segundo levantamento até (30/06), 75 pacientes buscaram atendimento, sendo que 67 coletaram exames. Dos 22 casos registrados até o momento, 17 receberam atendimento e coleta de exames (testes rápidos e PCR) na unidade. Os demais foram testados em laboratórios particulares.

Mas o trabalho das equipes não se restringe só ao ambiente instalado. Há aproximadamente 30 dias, a equipe tem monitorado diariamente os pacientes positivados e seus familiares, seja por telefonema ou visita domiciliar. Tal estratégia segue a recomendação do Ministério da Saúde e visa acompanhar de perto as condições de saúde.

A Associação Hospitalar Chiapetta também tem atuado no enfrentamento à pandemia, principalmente, nos horários e dias onde não há atendimento na Unidade Sentinela. Durante o mês de junho, o hospital contabilizou 09 atendimentos de síndrome gripal, dos quais quatro pacientes realizaram testes rápidos com resultado negativo para Coronavírus.

Integra-se ao trabalho de apoio as famílias com casos confirmados de COVID-19, o suporte da assistência social do município. Os pacientes são contatados remotamente   e recebem orientações sobre o acesso a direitos sociais, atendimento psicossocial e, se necessário, benefícios eventuais como alimentação e kit de higiene.