» » 11ª Conferência Intermunicipal de Assistência Social debate o fortalecimento do SUAS

11ª Conferência Intermunicipal de Assistência Social debate o fortalecimento do SUAS

Com o objetivo de debater as garantias de direitos no fortalecimento do SUAS (Sistema Único de Assistência Social), é que  foi realizada na quarta-feira, 26, na Câmara de Vereadores de Inhacorá a 11ª Conferência Intermunicipal da Assistência Social. Durante encontro, usuários da política de assistência dos municípios de Inhacorá e Chiapetta debateram e discutiram propostas nos quatro eixos temáticos definidos pelo CNAS.

Entre as autoridades presentes na Conferência, a Conselheira Estadual de Assistência Social, Isolete Bacca. A conselheira, que também é assistente social e atua junto ao Escritório da Emater/ASCAR de Porto Alegre, falou sobre o momento de discussão que ocorre em todo o país. As propostas pensadas são voltadas diretamente para a política de Assistência Social e serão levadas a Conferência Estadual e Nacional.

Em sua fala, Isolete Bacca destacou a questão do cofinanciamento, ressaltando as dificuldades na oferta de recursos financeiros por parte do estado. “A política de assistência é trabalhada descentralizada, então, os recursos financeiros deveriam ser disponibilizados em âmbito federal, estadual e municipal, porém temos dificuldade com o ente federado meio. Buscamos através da conferência, propostas a serem implementadas para maior comprometimento do estado, através do fundo estadual da assistência social”.

Outro ponto discutido foi em relação ao Programa Bolsa Família. A conselheira explica que “há muitos preconceitos com relação ao programa, visto muitas vezes sob a perspectiva do assistencialismo, porém não é essa a proposta”. De acordo com Isolete “o Bolsa família é visto como programa emancipatório, assim, os programas que são ofertados precisam dar essa condição, porque se não as famílias realmente vão permanecer com o bolsa família.  Por isso, durante a conferência é feito esse debate para analisar quais programas emancipatórios podem ser ofertados”, salienta.

Após a fala da Conselheira Estadual houve momento de discussão dos quatro eixos. Em seguida foi realizada a escolha dos delegados que representarão os municípios na Conferência Estadual, nos dias 06, 07 e 08 de novembro, em Porto Alegre. A Conferência Nacional ocorre nos dias 05,06 e 07 de dezembro, em Brasília.

Deixe uma resposta