» » 3ª Mostra Agropecuária de Chiapetta apresentará estudo sobre produção de alfafa

3ª Mostra Agropecuária de Chiapetta apresentará estudo sobre produção de alfafa

A Emater/RS-Ascar irá mostrar um estudo feito com alfafa na produção de leite, durante a 3ª Mostra Agropecuária, que se realiza em Chiapetta, entre os dias 12 e 14 de abril. O seminário sobre alfafa irá reunir produtores de leite e especialistas, na sexta-feira (12/04), primeiro dia da Mostra, às 9h30, na Estância de Rodeios do CTG Relembrando Tio Lautério.

“Esse painel trará uma perspectiva de utilização desse alimento para qualificação da dieta de vacas de alta produtividade e redução direta do custo de produção”, informou o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Dhonatã Rigo.

Para o seminário, que irá mostrar a experiência de substituir concentrado pelo feno de alfafa na alimentação do gado de leite, está confirmada a presença do pesquisador da Embrapa, médico veterinário Lucas Dal Forno.

“Rainha das forrageiras”

Com alto teor de proteína e facilmente digerida pelos animais, a alfafa é chamada de a “rainha das forrageiras”.  A leguminosa, no entanto, perdeu espaço nas últimas décadas, na produção de leite, sendo utilizada no Noroeste para alimentar cavalos de raça.

“A nossa proposta é recolocar a alfafa no lugar de destaque”, explicou o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, João Schommer. “Queremos discutir com os agricultores as melhores possibilidades de manejar a alfafa de uma forma economicamente viável, no sentido de aproveitar o potencial desta forrageira”, completou Schommer.

A expectativa da Emater/RS-Ascar é aumentar a produção de leite em Chiapetta. O município produz mensalmente cerca de 1,2 milhão de litros de leite, uma atividade que integra aproximadamente 87 famílias, a maioria (97%) agricultores familiares, público alvo do seminário sobre alfafa que a Emater/RS-Ascar promove nesta sexta-feira.

Cenário

Na região Celeiro do Estado, Chiapetta vem se especializando na produção de alfafa para feno. No município, a leguminosa é cultivada por cinco produtores, abrangendo área de aproximadamente 35 hectares. Com relação ao clima e solo, a região oferece condições favoráveis ao cultivo.

Dentre as variedades, a Alfafa Crioula, leguminosa perene, que produz nas quatro estações do ano, é a mais produzida no Brasil.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar Regional de Ijuí