» » Construção de ante-salas de ordenha nas propriedades rurais tem início

Construção de ante-salas de ordenha nas propriedades rurais tem início

A Secretaria Municipal da Agricultura com a parceria da Secretaria de Obras deu início ao projeto que visa a construção de ante-salas de ordenha nas propriedades rurais por meio da utilização de concreto usinado como forma de pavimentação. A proposta tem como objetivo implementar ações no sentido de fortalecer o setor leiteiro criando condições de infraestrutura  nas propriedade rurais e faz parte do Programa de Apoio a Infraestrutura Rural para a atividade de Bovinocultura de Leite no município de Chiapetta.

Nesta primeira fase estão sendo construídas seis salas de espera a título de experimento, com recursos próprios do município. No dia 19 de outubro, após retorno da viagem em Brasília, o Prefeito Eder Luis Both esteve na capital do estado reunido na Secretaria Estadual de Agricultura, onde assinou convênio do projeto da Consulta Popular que visa a construção de mais 63 ante-salas de ordenha nas propriedades rurais. De acordo com Eder, o próximo passo é publicação no diário oficial e após encaminhamento da licitação para a aquisição de concreto.

O projeto, construído em parceria com a Secretaria da Agricultura, Emater, Conselho Agropecuário, proporciona aos agricultores condições mais adequadas de trabalho, manejo do gado leiteiro e sanidade do animal, bem como incentiva e aumenta a produção, melhorando a qualidade do leite, viabilizando a permanência do agricultor na atividade e agregando renda aos produtores e a economia do município.

INFORME:

O Conselho Agropecuário de Chiapetta informa aos produtores de leite interessados em participar do Programa de Apoio a Infraestrutura Rural, que estão abertas as inscrições para o projeto. Para habilitação é necessário atender a alguns requisitos:

– Ser agricultor familiar de Chiapetta; exercer, comprovadamente, a atividade de bovinocultura de leite;

– Possuir cadastro do rebanho leiteiro junto a Inspetoria Veterinária;

– Não ter passivos ambientais na propriedade

– Assumir a contra partida necessária;

– Ter inscrição homologada pelo Conselho de Desenvolvimento Agropecuário;

– Ter comercializado leite com nota do bloco de produtor rural mensalmente, nos últimos três meses;

– Não possuir débito com o município;

– O produtor beneficiado com o Programa de que se trata o presente objeto, deverá exercer continuadamente pelo período de um ano a atividade de bovinocultura de leite a contar com a conclusão da obra, sob pena de indenizar o município pelos valores recebidos em material.

Os interessados deverão comparecer na Secretaria Municipal da Agricultura, situada na Avenida Ipiranga, nº715, entre os dias 06/11/2017 e 01/12/2017, no horário das 8h às 12h e das 13h30m às 17h30m.

Deixe uma resposta