» » Dia Mundial do Doador de Sangue: Doadoras falam sobre a importância do ato

Dia Mundial do Doador de Sangue: Doadoras falam sobre a importância do ato

postado em: Saúde | 0

Nesta quarta-feira, 14 de junho, é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue. Com objetivo de divulgar a doação, a Secretaria Municipal de Saúde instigou duas doadoras de sangue assíduas do município para falarem sobre a importância do gesto.

Marilei Brum de Almeida, de 43 anos, possui sangue do tipo AB positivo e se considera uma doadora assídua. “Comecei a doar sangue há cerca de dez anos. Na oportunidade, ajudei uma criança que estava com leucemia. A partir daí percebi a importância e a necessidade da doação e não parei mais. Faço a doação todos os anos e geralmente as pessoas me procuram quando necessitam. É bom saber que se está ajudando a salvar vidas”. Marilei também incentiva outras pessoas a realizarem o gesto, considerado por ela simples, mas de grande importância.

Daiane Pes, 30 anos, possui sangue A positivo e fazem mais de sete anos que realiza doações regulares. Iniciou com a doação a um familiar e foi aí que percebeu a importância do gesto simples, que pode ajudar salvar vidas. “Nunca se está livre de precisar. Faço a doação de maneira espontânea e também há pessoas que me procuram quando necessitam. Às vezes as pessoas precisam sentir na pele para poder se sensibilizar, mas procuro sempre incentivar aos outros da importância deste ato”.

No município, os doadores interessados devem se dirigir ao Posto de Saúde e fazer o agendamento com a enfermeira Roberta de Oliveira, onde serão encaminhados ao Hospital de Caridade de Ijuí. Existe ainda a possibilidade de se contatar diretamente com o HCI. A Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou requisitos para a doação:

  • Ter vontade e estar bem de saúde
  • Pesar mais de 50 kg
  • Ter entre 16 e 67 anos (menores de 18 anos precisam de autorização legal do responsável. Maiores de 61 anos deve ter feito a primeira doação até os 60 anos.
  • Não estar jejum, se almoçar, aguardar 3h para a doação.
  • Levar documento oficial de identidade com fotografia

Não pode doar quem:

  • Estiver gripado, com alguma virose ou infecção
  • Tiver feito cirurgias recentes, endoscopia ou procedimentos similares há menos de 6 meses
  • Tem histórico recente de DST
  • Tem ou já teve hepatite (após 10 anos de idade)
  • Tem ou teve doença de chagas, malária ou sífilis
  • Tem ou teve vírus HIV ou Aids
  • Fez cirurgia cardíaca

Doar sangue é um ato de solidariedade. Cada doação pode salvar a vida de até quatro pessoas.

Deixe uma resposta