» » 17ª CRS promove reunião do Programa de Combate ao Aedes Aegypti

17ª CRS promove reunião do Programa de Combate ao Aedes Aegypti

Na manhã desta quinta-feira, 02, foi realizada no gabinete do prefeito reunião do Programa de Combate ao Aedes Aegypti.  Além da equipe da Administração Municipal de Chiapetta e Inhacorá, estiveram presentes os técnicos do centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) de Porto Alegre e a equipe da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS). O encontro teve como pauta principal as estratégias de enfrentamento ao mosquito e como objetivo orientar e auxiliar a estruturação das equipes de Vigilância Ambiental em Saúde de seus municípios.

Segundo o Biólogo da 17ªCRS, Marcelo de Moura Lima, o noroeste gaúcho é a região com maior índice de infestação do mosquito Aedes Aegypti no Rio Grande do Sul, e por isso, a preocupação com o assunto, principalmente, de orientar as gestões, para que a partir delas, todas as secretarias, entidades e população se envolvam. De acordo com a Coordenadora Regional, Silvia Ceccato, a palavra chave é sensibilização,

O Agente de saúde do Ministério da Saúde, Jair Martins destacou em sua fala o Plano de Enfrentamento ao mosquito. Entre os pontos focados, falou sobre o papel do Comitê Municipal de Prevenção, dos agentes de endemias e de saúde, órgão e pessoas que são essenciais para que o combate do mosquito e a fiscalização seja eficiente.

Foi definido durante reunião o chamamento imediato de profissionais de Agentes de endemias, e, mediante análise e aprovação da Câmara de Vereadores, a recontratação urgente dos Agentes Comunitários de Saúde para trabalharem juntos com o Comitê e, principalmente, com a sociedade, no combate ao mosquito responsável pela proliferação de doenças como: Dengue, Febre Amarela, Zica Virus, Febre Chikungunya .

Segundo o Prefeito Eder Both, a administração está muito preocupada com a situação e por isso estará nomeando imediatamente os profissionais para atuarem na área, os quais receberão antes Capacitação da Coordenadoria Regional de Saúde. O chamamento só não ocorreu ainda devido aos prazos legais do processo seletivo, que agora finalizado permitirá a Administração a designação dos servidores responsáveis. Porém, destaca o prefeito, nessa batalha o município deve fazer e fará a sua parte, mas o principal ator é a sociedade, eliminando qualquer gota de água parada que sirva para procriação do Aedes Aegypti. “Mas temos a certeza que juntos, Administração Pública e sociedade, venceremos esta luta”, conclui o prefeito.

Deixe uma resposta